VARIEDADES

Depressão em Cães e Gatos




Depressão a doença de ser humano que atinge também os animais.

Embora seja uma doença aparentemente só de humanos, a depressão também afeta os animais, e em especial os cães e os gatos, e os fatores podem ser variados, e na maioria das vezes ocorre mais em animais domésticos.
Os motivos podem ser: Abandono, traumas, perdas por morte, a chegada de um amigo da mesma espécie, mudança de casa ou de ambiente, solidão, fome, frio, sede, entre outros, são muitos os motivos que podem resultar na depressão de seu animal.
E embora os felinos sejam mais independentes e vivam mais tempo sem a presença de seu dono, os seus sinais de depressão são semelhantes aos dos cães, que por sinal é a espécie que tem mais propensão a desenvolver depressões, principalmente aqueles que viviam em locais maiores e se mudaram para ambientes pequenos.
Não é muito fácil identificar a depressão em animais, por se tratar de uma doença muito particular, onde os sintomas são muito individuais, por isso é preciso ficar atento a algumas mudanças no comportamento como quando um cão começa a destruir objetos, ou urinar e defecar em locais diferentes sem ser o de costume, e também ele pode se mostrar mais agressivo, ou sensível ao toque, além de poder apresentar alguns sintomas clínicos, como anorexia, apatia, vômitos, febre e diarreia, podendo levar o animal a complicações maiores se não for tratado a tempo.
O tratamento para depressões em cães e gatos é através de medicações homeopáticas, que são os florais de Bach, que é o que tem funcionado muito ultimamente, porém em alguns casos, a introdução de remédios alopáticos é necessária, como o uso de fluoxetina e buspirona.
Ao escolher um animal de estimação, se certifique de que você terá tempo disponível para ficar com ele, ou para oferecer alguns passeios diários, e também garanta que ele não ficará muito tempo sozinho.
Na maioria das vezes os gatos se adaptam melhor em ambientes mais solitários por ser um animal mais independente, o que nos cães é muito diferente, pois eles sofrem muito se ficarem muito tempo sozinhos ou em ambientes muito pequenos em um período muito longo, por isso, reserve um tempo do seu dia para passeios mesmo que sejam rápidos, assim também como alguns exercícios físicos são muito importante para a saúde mental deles.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






VARIEDADES  |  21/09/2020 - 17h


VARIEDADES  |  02/09/2020 - 06h